Fazemos acontecer

Como manter a alimentação saudável no período de jogos e Festa Junina

Publicado em 12 de Junho de 2014.
Foto: shutterstock
Durante o mês de Junho acontecem duas importantes comemorações, o principal evento futebolístico do ano e também a Festa Junina. É justamente nesse período de festividade que quem está fazendo dieta morre de medo de extrapolar nas comidas típicas.
 
De fato juntar dois eventos em um mesmo mês pode ser um problema para quem está em processo de emagrecimento ou manutenção do peso. "Antes de tudo é preciso manter o foco na dieta e não pular refeições, além disso, manter-se sempre hidratado e trocar os lanches fritos pelos assados", informa a nutricionista Cátia Medeiros da Atual Nutrição.
 
Para quem não dispensa a cerveja na hora de ver o jogo, ou o quentão na quermesse, é importante alternar o consumo destes com a ingestão de água e beber sempre com moderação. Mas, a bebida alcóolica, se ingerida com moderação, pode ser a combinação perfeita para a comemoração, sem demais aflições.
 
Já na hora da Festa Junina as comidinhas típicas mais calóricas são, em ordem de mais para menos, o amendoim, pé de moleque, paçoca, maçã do amor, cocada, doce de abóbora e de batata doce, bolo de fubá com goiabada, arroz doce e canjica, curau e pamonha, pipoca, quentão e vinho quente. Ficando o churrasquinho-espetinho, pinhão e milho sem manteiga como os itens menos calóricos.
 
"Uma dica é começar pelo espetinho e pelo milho sem adição de manteiga. Dispensar o pãozinho do churrasco também é uma boa opção para não extrapolar nas calorias. Para comer os docinhos, é bom controlar as quantidades, lembrando-se de saborear e não de se fartar", informa a dra. Cátia.
 
E se mesmo com a vigia, a pessoa acabar extrapolando na quermesse ou durante os jogos, no dia seguinte, o consumo de água deverá ser aumentado. Colocar folhas de hortelã e/ou lascas de gengibre para saborear é ótimo também para auxiliar na faxina do fígado. "Se em um dia aconteceu exageros, no outro ao invés de repetir a história, procure reforçar a hidratação, ingerir mais fibras vindas de folhosos, frutas com casca e bagaço e legumes crus", conclui Cátia Medeiros.
 
Por fim, o conselho é fazer refeições pequenas e mais frequentes, ingerir sucos mistos com frutas e misturando também verduras cruas. E para quem é adepto das substituições a responsável pela Atual Nutrição informa receitas especiais:
 
CANJICA
1 1/2 xíc. de canjica;
4 xíc. de água;
2 xíc. de água-de-coco;
canela em pau a gosto;
3 col. (sobremesa) de adoçante culinário;
4 xíc. de leite desnatado;
5 col. (sopa) de coco ralado sem adição de açúcar;
OPCIONAL vidro de leite de coco light para substituir xicara de água.
 
Deixe a canjica de molho por 8 horas. Escorra, coloque na panela de pressão e acrescente a água, a água-de-coco, a canela e 1 colher do adoçante. Leve ao fogo, espere a panela pegar pressão e deixe cozinhar por 15 minutos. Abra a panela, acrescente o restante do adoçante, o leite e o coco ralado. Ferva por mais 5 minutos. Tampe a panela e deixe esfriar. Sirva com canela em pó.
 
COCADA DE MARACUJÁ
3 xíc. de açúcar demerara orgânico;
3 xíc. de coco ralado grosso;
1 xíc. de suco de maracujá;
1 xíc. de água de coco natural;
2 colheres (sopa) de extrato de soja;
2 gemas;
cravos-da-índia.
 
Dissolva o açúcar demerara no suco de maracujá; levar ao fogo e mexer até dar ponto de fio; acrescente as gemas, o coco ralado, a água de coco, o extrato de soja e os cravos-da-índia; mexer bem em fogo baixo ate secar e começar a desgrudar da panela; deixar esfriar em uma forma untada e cortar em pedaços.

 

Mais Notícias Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br