Fazemos acontecer

Correndo e sempre atrasado!

Publicado em 29 de Agosto de 2014.
Foto: Stockvault

 

 

 

 

 

 

 

*Por Doutor Douglas Motta Calderoni

Com os avanços tecnológicos, as distâncias se encurtaram, o acesso às informações de qualquer lugar do mundo tornou-se possível e as pessoas estão mais próximas virtualmente e distantes fisicamente com as redes sociais.
Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no início deste ano o Brasil alcançou o número de 272,72 milhões de linhas ativas no país, o que representa quase duas linhas de telefone móvel por habitante.
 
Em questão de 20 anos, estudar ou realizar uma pesquisa simples para o colégio representava horas na biblioteca em busca da informação em pilhas de livros, mas hoje temos todas as informações nas palmas de nossas mãos e podemos encontrá-las com apenas uma palavra-chave. Mas será que estamos utilizando estes avanços a nosso favor?
 
A tecnologia anda a passos largos e as facilidades são inúmeras, mas precisamos ponderar outros aspectos de nossas vidas. Somos convocados o tempo todo ao consumismo de bens, serviços e informações, geramos conteúdos em nossas redes pessoais e nos acorrentamos a este mundo paralelo e as consequências são drásticas: viramos seres imediatistas e com uma péssima qualidade de vida.
 
Sem perceber, praticamos atos contra nossa própria saúde rotineiramente:
- Dormimos menos horas e com menos qualidade;
- Não respeitamos nosso momento, como por exemplo: dormimos com o celular embaixo do travesseiro e a primeira ação do dia é checar mensagens e e-mails;
- Alimentamos uma vida virtual e esquecemos que ainda existe a real;
- Não conseguimos mais visualizar e aproveitar momentos simples;
- Não batemos mais papos como antigamente.
 
A tecnologia é importante sim, mas nós precisamos ter domínio sobre ela e não o inverso. Para isso, vamos parar e respirar, organizar nossos pensamentos, nossos objetivos e preencher o vazio que existe dentro do peito com uma amizade divertida, um amor carinhoso, uma visita aos pais ou até mesmo um papo rápido com o cara que está esperando o ônibus ao seu lado no ponto. Vamos nos preencher de momentos reais, de amores, de risadas, de frustrações e aprendizados.
 
Pode parecer clichê, mas a beleza e a felicidade estão nas coisas simples que deixamos passar diariamente diante dos nossos olhos por estarmos ocupados com um mundo paralelo cheio de links.
 
*Doutor Douglas Motta Calderoni é médico psiquiatra, especialista em ansiedade e comportamento humano e sócio-fundador da clínica Sintropia
 

Mais Notícias Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br