Fazemos acontecer

ESALQ pode perder 30% da sua área

Publicado em 09 de Setembro de 2014.
Foto: Luciana Joia de Lima

A prefeitura de Itatinga e o Governo do Estado de São Paulo estudam transformar a Estação Experimental de Ciências Florestal de Itatinga (EECF-Itatinga), coordenada pela Esalq/USP, em um empreendimento para logística.

Segundo a assessoria da Esalq, a academia pode perder 2.175,43 hectares correspondentes à estação, o equivalente a 30% da área total da universidade. 

A Esalq lançou uma campanha on-line para que o poder público desista do loteamento e mantenha a estação, que nos últimos quinze anos atendeu 2.692 estudantes de 37 disciplinas de graduação, pós-graduação e técnicos.
 
O espaço é local de estudo para estudantes da Esalq, Unesp, Federal do Paraná e faculdades e escolas técnicas estaduais.
 
 
 

 
 
Para assinar a petição contra a desapropriação, acesse: https://secure.avaaz.org/po/petition/Governador_do_Estado_de_Sao_Paulo_Geraldo_Alckmin_Mantenha_a_integridade_da_Estacao_Experimental_de_Itatinga/?nvwNlib
 
 

Mais Notícias Ver todas


Index Soluções
MBM Escritório de Ideias.
Rua Professor Luiz Curiacos, 109 – salas 513 e 514   Cidade Jardim   CEP 13416-461   Piracicaba SP  Fone 19 3371 5944  contato@mbmideias.com.br